Loading

Alexandre Melo

am4131557@gmail.com

O Vulcão

Vulcão quente, 

Chama ardente! 

 

Amor reluzente, 

Nesse teu coração inocente. 

 

Por vezes mente. 

Mas sem intenção! 

 

Como a desilusão, 

É apenas uma ilusão! 

 

Porquê uma ilusão? 

Por que vai e vem! 

 

Podes cair! 

Mas essa escolha fazes tu! 

 

Escolha? 

 

Sendo tu pertencente a esse amor, 

És controlador! 

Embora, com dor, 

 

Continuas a amar! 

Mesmo sem pensar! 

 

Mas se corre mal, 

Não te massacres. 

 

Aprende com os erros. 

Especialmente com os que doem! 

 

Ao aprenderes, 

Certifica-te que não volta a acontecer. 

 

E assim, 

Aprendes a viver!