Loading

Alexandre Melo

am4131557@gmail.com

Afundado Coração

-Que crueldade, Coração-

Que falha e salta sem parar!

-Porque ouves tu acéfalos vagabundos?

Porque te fundes com comentários?

São apenas isso, nada mais...

Comentários!

Comentários que magoam e

Perpetuam no luar escuro e vermelho

de ser meu, tão só e infeliz!

Que desgosto tão platónico,

Que de nada vem bem e

Que ao ser nada acresce!

Porque magoas?

Porque esperas?

Porque afundas?